O que mudou com a chegada do Arthur??

gravidinha

Simplesmente tudo.

Desde não ter tempo para ir ao banheiro até descobrir um amor verdadeiro.

Os primeiros meses foram os mais complicados, eu estava o conhecendo, ele gostava de ficar acordado à noite, dormia de um modo estranho como se estivesse na barriga. Não chorava muito, eu não fiquei encanada com meu corpo.

Tinha varias preocupações, milhares de medos, muito amor e felicidade.

Morar alguns meses longe de toda minha família me fez amadurecer muito como mãe, eu não tinha quem cuidar do bebe para poder dormir a noite,não tinha quem desse banho nele para mim poder tomar o meu banho descansada.

Alguns meses depois voltei para minha cidade natal, perto da minha família, o que me ajudou a superar a fase de solidão e tristeza longe de todos.

O Arthur nunca deu muito trabalho então todo mundo adorava (ainda adora) passar o fim de semana com ele, o que me deu a chance de não deixar meu “casamento” cair no rotina, podíamos sair, namorar, nos divertir .

Eu sempre tentei conciliar o Arthur com o resto do mundo (casa, serviço, família, passeios etc), algumas vezes não dava muito certo.

Hoje ele está grande: vai na creche, come sozinho, sabe falar, não passa necessidades pois se expressa bem o que tornou tudo muito melhor.

Agora eu dou conta da casa, do Arthur, do blog, do Ramón e trabalho *—-*

O meu corpo não é mais o mesmo, meu coração também não, mas o motivo pelo qual ganhei as estrias, as olheiras e milhares de quase ataques cardíacos a cada tombo vale tudo isso.

O MEU FILHO VALE A PENA, VALE A MINHA DOR, MINHA PREOCUPAÇÃO E O MEU AMOR.

Falando em amor, com a chegada dele eu ganhei uma dose de amor próprio, e aprendi que realmente amo alguém: o homem que está do meu lado, que tantas vezes me questionei se eu deveria continuar com ele e se era ele que eu realmente queria.

Comentários

comentários

Nas categorias: Feminice

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado